Advertências sanitárias: uma estratégia de comunicação na redução do tabagismo

Ester Cristina Machado Ruas

Resumo


Este artigo pretende compreender a produção dos sentidos das imagens de advertências nos maços de cigarros brasileiros como estratégia de comunicação de massa para a redução do tabagismo. O relato descritivo tem como base documentos adquirido ao longo da experiência vivida no Instituto Nacional de Câncer (INCA), órgão do Ministério da Saúde. O levantamento documental, como técnica de pesquisa, permitiu a reflexão do deslocamento dos discursos produzidos pelo tabaco, um protagonista dessa cena social. O deslocamento das estratégias discursivas através das advertências sanitárias foi do “glamour” à demonização, passou de imagens com ícones do cinema de Hollywood às figuras grotescas com danos corporais, baseadas em evidências científicas. Escolhi a imagem da Impotência Sexual (INCA, 2009) para analisar a dinâmica comunicativa do deslocamento discursivo. Apoiei-me, ainda que de forma tangencial, em conceitos como a produção dos sentidos e as representações, chaves na ciência da imagem e da semiologia. A metodologia da Análise de Discurso me conduziu na leitura dos elementos dessas imagens que vão além do signo icônico. De fato, busquei compreender a aptidão comunicativa da referida imagem vista na relação com o texto, contexto, expressado nos sujeitos, histórias e efeitos de sentidos, que extrapolam as embalagens dos maços de cigarros

Palavras-chave


Tabagismo; Advertência Sanitária; Comunicação

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.3395/reciis.v6i3.490

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-360
Rio de Janeiro | Brasil